No último final de semana, após o falecimento do meu Tio Henrique em Novo Hamburgo, fui pra lá ajudar minha mãe com as burocracias e acompanhá-la de volta pra casa, após viver quase cinco meses se angústias.

Tio Henrique, quando morava em Niterói-RJ, com algumas crianças da vizinhança.

Como minha função lá era de distrair a Mama e evitar fazê-la pensar no seu falecido irmão, decidi mantê-la passeando a maior parte do tempo.

Novo Hamburgo, pra quem não sabe, fica aos pés da Rota Romântica (mais conhecida como BR 116), estrada que leva até Gramado. Já fui milhares de vezes pra Canela, Nova Petrópolis, Gramado, mas nunca tinha entrado nas cidadezinhas que levam até lá. Foi sugestão da minha mãe que fossemos para Dois Irmãos (onde tem fábricas de sapato também, com lojas de ponta de estoque) e para Morro Reuter (Pode pronunciar Mororóiter, a alemoada fala assim).

São cidades fantásticas! Dois irmãos, nessa época, comemora aniversário de imigração, e a festa é chamada Kerps. Logo, a cidade estava toda decorada, com guirlandas de flores de garrafa pet e longas fitas nas cores da bandeira alemã. Sem contar as casas com arquitetura eixamel, aquela típica germânica. Uma tetéia!

Dois Irmãos decorada para o Kerps!

Por indicação de uma amiga de lá, visitamos a loja da APAE, que vende sapatos com preços ridiculamente baixos, mas tem que garimpar. Comprei uma bota campeira, de couro legítimo, toda forrada e etiquetada para a marca DKNY (isso mesmo, Donna Karan New York), por $40. Minha mãe comprou duas botas absurdamente lindas, também de couro legítimo, pelo mesmo preço cada par: $40.

No outro dia fomos para Moro Reuter, que é logo após Dois Irmãos, conhecer um restaurante chamado El Paradiso. É no alto de uma montanha, a estrada é toda asfaltada e a paisagem é muito linda. Além disso, vale muito a pena prestar atenção nos portões das casas à beira da estrada. Nota 10 em criatividade pra um portão decorado com aranhas de metal gigantes. Infelizmente não fotografei nenhum.

Depois de alguns minutos nessa estrada cheia de curvas e subidas, chega-se ao El Paradiso. Realmente, o local faz jus ao nome. Com uma paisagem européia e jardins dignos de filme, o local tem uma comida típica alemã deliciosa e atendimento ótimo. Destaque para a cesta de ervas frescas oferecida no final do almoço, onde se pode escolher o chá a ser apreciado após a comilança. Sehr schick!

Vista do jardim, através da porta do restaurante.

Restaurante El Paradiso

Enxaimel e lustres criativos.

Pra completar, os proprietários mantêm uma criação de gatos de raça (só não me pergunte qual raça…).

Miau

Agora já sabem, no próximo feriado, ao ivés de visitar a manjada Gramado, experimentem estas opções!

Anúncios